Mensagem de Dom Sérgio para o mês de Novembro/2014

Polo Missionário.....


O Papa Francisco nos chama a fazer da paróquia um ‘polo missionário’, porque a Paróquia é a própria Igreja que vive no meio das casas dos seus filhos e filhas, o âmbito eclesial que garante o anúncio do Evangelho, a caridade generosa e a celebração litúrgica. Como ‘polo’, a Paróquia tem dois movimentos principais: atrair e impulsionar.

Para que uma Paróquia se torne um polo de atração para as pessoas, devemos fundamentar na oração e na contemplação todas as atividades que nos propusemos a realizar, com a ajuda de Deus e em Seu nome. São João Paulo II assevera que: ‘O nosso tempo é vivido em contínuo movimento que muitas vezes chega à agitação, caindo-se facilmente no risco de ‘fazer por fazer’. Há que resistir a esta tentação, procurando o ‘ser’ acima do ‘fazer’. A tal propósito, recordemos a censura de Jesus a Marta: “Andas inquieta e perturbada com muitas coisas; mas uma só é necessária” (Lc 10,41-42) (NMI, 15).

O ‘doce jugo’ da oração e da contemplação vivido na fé e na comunidade fará suscitar em nós um dinamismo novo, o qual nos levará a investir em iniciativas missionárias o entusiasmo que sentimos. É o segundo movimento do ‘polo’: impulsionar a missão, olhar para frente.

“O próprio Jesus nos adverte: ‘Quem, depois de deitar a mão ao arado, olha para trás, não é apto para o Reino de Deus’ (Lc 9,62). Na causa do Reino, não há tempo para olhar para trás, menos ainda para dar-se à preguiça. Há muito trabalho à nossa espera ...” (NMI 15).

Parece que alguns querem olhar para trás, isto é querem manter tudo como está sem nenhuma renovação, sem abrir a porta aos outros, sem sair em missão. Até dizem: nossas pastorais e comunidades estão abertas, mas não vão ao encontro das pessoas e não suscitam a missão.

São João Paulo II disse que, agora, devemos olhar para a frente, temos de “fazer-nos ao largo” confiados na palavra de Cristo. Olhar para frente é, a partir da oração e da contemplação, suscitar e conservar no coração dos membros da comunidade o zelo pelo anúncio do Evangelho.

Olhar para frente é estimular a dimensão missionária dentro da própria paróquia, promovendo formação especifica para os membros das pastorais, movimentos, serviços e associações. Olhar para frente é realizar uma acolhida afetiva e efetiva de todos que encontrarmos e abrir o coração para o encontro com Jesus; é fazer discipulado a partir do encontro com Cristo Jesus.

A partir da oração e da contemplação, olhando para frente, seremos polo de missão e faremos de nossas Paróquias e Comunidades polos irradiadores do amor de Deus, em Cristo Jesus.


Dom Sérgio de Deus Borges Bispo Auxiliar da Arquidiocese na Região Santana


São Paulo, 1º de novembro de 2014




Fonte: facebook regiao.santana

Tags:

Posts em Destaque
Posts Recentes
Encontre por Tags
Siga-nos
  • Facebook Grunge